11.6.17

#inspirações-008

Buscando um novo rumo... tomando os dados à mão...


Jogue o Dado -
"Roll the Dice"

Charles Bukowski

Se você vai tentar, vá com tudo
Senão, nem comece.

Se você vai tentar, vá com tudo

Isso pode significar perder namoradas,
esposas, parentes, empregos
e talvez a cabeça.

Vá com tudo.

Isso pode significar ficar sem comer por 3 ou 4 dias
Pode significar passar frio num banco de praça
Pode significar cadeia, menosprezo, insultos, isolamento.

Isolamento é o presente
todos os outros são um teste da sua resistência
de quanto você realmente quer fazer isso.

E você vai fazer

Apesar da rejeição e dos piores infortúnios
E isso será melhor do que qualquer coisa
que você possa imaginar.

Se você vai tentar, vá com tudo.

Não há outro sentimento como esse.
Você ficará sozinho com os deuses
e as noites irão flamejar como fogo.

Faça, Faça, Faça

Vá com tudo, por todos os caminhos
Você cavalgará a vida direto até a gargalhada perfeita
essa é a única boa luta que existe.

10.6.17

Passa

A proximidade me intimida
O tempo, finito, avisa
É chegado o dia

O passar das horas nessa nostalgia
Nesse diário de segredos
Meu último apelo

Nosso último dia

Não me falta mais coragem
Tem me faltado medo

essa certeza que cravaram em mim
Que 'nós', não combina com 'sim'

Me despeço com uma felicidade única
Uma certeza imensa

De que vivemos tudo,
ainda com tanto por conhecer

2.6.17

Medidas

Qual a medida do amor?
Amar, da maneira como se é, ou ser amado como se quer?!
E ainda assim, amo!

28.5.17

Enlatados

Minha mente é um desacato...
Peguei o elevador e desci, meio que com pressa nos atos
Quis riscar o simples
Era de tarde, ele tomou o cigarro meio abrupto
O silêncio em nada era fundamental
Havia ali uma tempestade completa de palavras
Um sentir o verbo e desenha-lo
No meio de um caos, andando entre ombros e solitários
Tantos!
Como somos tantos!
Será quantos somos, além de tantos?
Limitados, enlatados
Enlatamos
Palavras em corpos vazios

25.5.17

#inspirações-007

Cartola - O mundo é um moinho

Ainda é cedo, amor
Mal começaste a conhecer a vida
Já anuncias a hora de partida
Sem saber mesmo o rumo que irás tomar

Preste atenção, querida
Embora eu saiba que estás resolvida
Em cada esquina cai um pouco tua vida
Em pouco tempo não serás mais o que és

Ouça-me bem, amor
Preste atenção o mundo é um moinho
Vai triturar teus sonhos, tão mesquinhos
Vai reduzir as ilusões a pó

Preste atenção, querida
De cada amor tu herdarás só o cinismo
Quando notares estás a beira do abismo
Abismo que cavaste com teus pés